quarta-feira, 27 de abril de 2011

MAQUINA DE ESCREVER!


Chega ao fim à era da maquina de Escrever, marcas como Remington e Olivet se despedem e  ficarão na nossa lembrança e de muitos escritores, poetas e admiradores da escrita.
A ultima fábrica de maquinas de escrever localizada na Índia fecha suas portas e acaba com uma longa historia  da escrita moderna e deixa guardada na biblioteca dos apaixonados pela leitura vários temas clássicos  e de uma época romântica, escritores poetas e poetisas ficarão marcados em nossa memória, os adoradores da leitura de todas as formas e dimensões da Literatura Mundial.
Como poderemos esquecer as primeiras palavras digitadas em pesadas teclas no cursinho do Círculo de Trabalhadores Cristãos de Barra Mansa no famoso curso de datilografia, a s d f g – h j k l, repetidamente até aprender.
Sem duvida com a criação do computador a maquina acabou perdendo espaço e perdendo seus admiradores de diversas partes do globo digitalizado.
A Godrej & Boyce, de Bombaim foi a ultima fabricante de maquinas de escrever na Índia que resistiu até os dias de hoje.
Na década de 90, quando as máquinas de escrever já deixaram de ser fabricadas no Ocidente, a Godrej & Boyce ainda conseguia vender cerca de 50 mil unidades por ano. No entanto, no ano passado, saíram da fábrica menos de 800 máquinas.
A primeira máquina de escrever comercial foi fabricada em 1867 nos Estados Unidos. Nos anos 50, o equipamento transformou-se em um símbolo da independência na Índia.
Mas como tudo é continuidade e a evolução continua a escrever sua história em teclas de computador, continue teclando, pois o tempo não pode parar!
E meu Blog também!