sexta-feira, 6 de maio de 2011

ENTALADA NA PRIVADA.

Descuidada do regime, dona Lara surpreende-se, um dia,
entalada no vaso sanitário. Horácio, o marido, esforça-se
mas não consegue livrá-la.

-- Não fique aí parado: peça ajuda ao zelador -- diz ela.

Horácio chama o zelador pelo interfone e, enquanto ele vem
vindo, decide tapar o sexo de Lara com o primeiro objeto
que vê pela frente: o capacete do seu filho motoqueiro.

O zelador chega, analisa a situação e, com ar entendido, dá
seu parecer:

-- Seu Horácio, acho qua a dona Lara a gente salva. Agora,
o motoqueiro, esse já era.